6.10.12

POVO CIGANO


Cigano Este, como seu nome indica, se manifesta sob a aparência de um cigano. Quando vivia foi um cigano árabe, que veio como escravo ao Brasil junto com um contingente que provinha da África Oriental. Seu nome em vida era Hassam. Por ser o primeiro cigano que se iniciou no culto afro-brasileiro que ele conheceu no cativeiro junto com os demais escravos, obteve o privilégio de ser o comandante dos demais ciganos que se iniciaram, de onde passou a ser chefe do povo cigano. Logo, quando começa a manifestar-se, primeiro na macumba primitiva, logo depois na Umbanda e por último como “Exu de Alto” se dá a conhecer como “Cigano L’erú” que significa: “O cigano que foi escravo”, dando a entender que foi um dos que chegaram primeiro.CIGANAS

A linha dos ciganos é uma linha independente que não trabalha apenas na
Umbanda. E kimbanda
Tem uma vibração muito próxima à Linha do Oriente, podendo trabalhar como
uma Falange dessa linha. ou como uma Linha independente, com suas próprias
falanges, dependendo da raiz (origem) dos espíritos.
As entidades ciganas costumam ter muitas experiências encarnatórias como
ciganas, com tradição e conhecimento de seu povo. Enquanto que as pombas
Giras Ciganas podem ter sido ciganas, que optaram pelo trabalho de pombas
Giras ou Pombas Giras que tiveram acesso ao conhecimento e à magia própria
dos ciganos sem contudo terem ligação de raiz com o povo cigano.
Suas manifestações, seja através da vibração ou da incorporação propriamente
dita, são de muita alegria e alto astral, deixando em seus médiuns uma sensação
reconfortante.
Em suas consultas, usam elementos dos povos ciganos, como: frutas, incensos,
flores do campo, rosas coloridas, velas coloridas, ervas, especiarias, cristais
baralhos ciganos, runas, moedas etc.
Suas roupas podem ser de diversas cores e costumam ser bastante enfeitadas.
As Pombas Giras Ciganas são entidades que realizam um trabalho mais denso,
e por isso mesmo, teem a vibração mais forte que as Ciganas.
Efetivamente são Pombas Giras, com algumas características Ciganas, trabalham
mais a magia, os oráculos, as revelações, os encantamentos de amor etc.
Essas entidades são especialistas nas artes do amor, exemplo disso é a famosa
Pomba Gira Cigana Das Sete Saias.
Existem evidentes diferenças nas incorporações, comportamento, elementos
de trabalho, tipo de consulta e aconselhamento, roupas, danças ente outros,
entre as Ciganas e as Pombas Giras Ciganas. Entre as diferenças das duas
entidades, destaca-se a sensualidade: as Pombas Giras Ciganas apresentam-se
em geral mais sensuais que as Ciganas e as Pombas Giras Guardiãs.
Raramente uma entidade Cigana mostra-se densa, autoritária ou de mal humor.
Os ciganos também costumam se apresentar bem mais alegres, calorosos
amorosos e sedutores que os Exús, mas isso em nada diminui seu fascínio
poder de fogo, são conhecedores da alta magia e principalmente da alma
humana, e seus trabalhos são muito eficientes

UMA LENDA DA POMBA GIRA CIGANA DA ESTRADA

Contada por ela mesma, em verso e prosa:
Sou filha do céu e da terra; irmã da água e do ar.
Sou o fogo na floresta e a branca espuma do mar.
Sou a loba; sou a selva; sou a carícia da relva; e a carroça atrelada.
Sou a beira e o caminho; sou um pássaro sem ninho e do galho mais fraquinho, todos me escutam cantar!
Sou a menina do dia e a amante louca da noite;
sou o alívio e o açoite, e a carne esfacelada.
Sou a abelha rainha, venha provar do meu mel, pois dentro do meu casulo, você estará no céu!
Se quer que eu lhe deixe louco entre um beijo e uma dentada,
me chame de tudo um pouco, mas meu nome é estrada.
Na sombra, eu sou vaga-lume; na luz eu sou mariposa;
sou o inseto que pousa e a lâmpada que é apagada.
Nasci para passar o tempo e ficar um tempo parada,
mesmo que a vida insista, em me deixar estafada, vou seguindo, sempre em frente,
pois topo qualquer jogada, todos sabem que existo,
pois meu nome é estrada.
Realizo a caminhada; sem precisar me cansar;
percorro vários caminhos; importante é caminhar.
Estou aqui, ali e acolá; o que não posso é parar.
Sou casada com o poder de sempre ser encontrada,
aceito qualquer roteiro, me chamam de caminheiro,
mas meu nome é estrada.
Sou a primeira e a última, de todas as desgraçadas.
Honrada ou desprezada; vil ou simplesmente sagrada;
sou o som e o silêncio; sou o choro e a risada.
Sou a eterna abundancia; pois sempre dou importância, para a semente lançada,
num solo de doce fragrância,  pois meu nome é estrada.
Sou o Rei e a Rainha; sou o súdito e o reinado;
sou a coroa e a forca, o algoz e o enforcado.
Uso a máscara da vida, mas me confundem com a morte.
Sou o azar e a sorte, e, aquela que foi dispensada.
Sou a bandeira da paz mas me trocam pela guerra,
na tirania da terra, me vejo desapontada,
porém, quem me ama não erra, pois o meu nome é estrada.
Saindo de um turbilhão; alçando a torre encantada;
me vejo como uma estrela, de lua e sol enfeitada.
Com certeza amanhã, estarei acompanhada, do Anjo que é puro élan,
de uma mulher coroada.
Sou a roca, sou o fio, sou tecelã afamada, na teia eu desafio quem faça a melhor laçada,
pois entre a chama e o pavio, eu tramo a trama esperada, mesmo que seja apenas,
por uma curta jornada.
Me coloque em sua vida, como uma moça querida, que precisa ser amada;
em troca posso lhe dar, o bem maior deste mundo numa bandeja dourada.
Me traga no coração pra me deixar encantada.
Não me esqueça e me honre com sua gentil chamada;
grite bem alto o meu nome!
Me chame, me chame, eu sou a sua " Cigana da Estrada ".
Oração aos 7 Ciganos:

Sete Ciganos! Que eu possa olhar a estrada de terra batida, as pedras do caminho e sentir vossas presenças.
Quando me sentir só que eu possa olhar para as árvores da estrada e sentir através de leve aragem as vossas forças. Que na minha tristeza eu escute o som do violino cigano, através do canto dos pássaros que se torne impossível eu ficar impassível porque é a vossa música dizendo que estais junto de mim. Que eu possa ir as montanhas e campos e descubra a beleza da natureza e sinta o maravilhoso poder de Deus se fazendo presente. Que eu possa deixar o orgulho, a tristeza, as decepções e obstáculos na terra, pois nada mais existe perante toda essa festa de cores, toda essa luminosidade que vem do arco-íris e representa as irradiações dos sete ciganos.
Que eu me sinta purificada neste ritual de cores e beleza.
Feliz e vitoriosa com a presença dos 7 ciganos na minha estrada.
Que assim seja!
************************
Prece ao cigano Wladimir:
Ó glorioso e poderoso cigano Wladimir, neste instante,
é com o meu coração cheio da mais profunda fé,
que me dirijo ao teu luminoso espírito,
que tem poder e forças entre todas as entidades ciganas que hoje,
como estrelas brilhando no infinito,
são entidades que por misericórdia nos assistem em nossas aflições.
Em particular a ti, peço, querido cigano Wladimir, que me ampares,
com teu coração bondoso, jamais deixando que eu venha a cair
sob o impulso das provas desta vida;
protege meu corpo, livrando-o das doenças;
protege o meu coração,
não deixando nunca que nele se abrigue o ódio;
protege minha mente, para que ela seja sempre abrigo
de pensamentos positivos e de força;
protege a minha família,
protege o meu caminho, livrando-me dos inimigos,
da terra e do espaço.
Por todo o bem que sei que fazes sempre,
por todos aqueles que depositam fé incondicional em ti,
é que peço à Santa Sara, a Padroeira Universal dos Ciganos,
que encha teu espírito de Força, Luz e Poder,
para que estejas sempre pronto a atender aos teus filhos,
aos teus seguidores...
e a Deus, nosso Pai maior, peço que tome nos braços este filho
tão querido que és e, ao lado dele,
jamais esqueças de nós,
Ó glorioso e bondoso cigano Wladimir.
Amém
*********************************
Oração cigana para realização de seus propósitos:

Salve a natureza! Salve o círculo mágico azul que me envolve!
Eu sou feliz e rica, eu tenho o hoje e o amanhã! Tenho o meu futuro pela frente!
A saúde tomou conta de meu corpo!
Obrigado, por tudo de bom que vós me destes e continuarás dando!
Porque eu posso, eu quero, eu mereço eu vou conseguir através da Lua Cigana, e dos Mentores Ciganos, eu realizarei todos os meus sonhos, porque querer é poder, e eu posso!
Salve Santa Sara Kali! Que sempre ilumine o meu caminho, afastando os inimigos da minha estrada, que os olhos deles não cheguem até os meus e que seus passos não cruzem o meu caminho.
Que assim seja e assim se faça!
Os Pontos

PONTO DE IRRADIAÇÃO
Cigano bate o pé, cigano bate o pé
Cigano entra na roda
Pra salvar filhos de fé
Quem vem de lá
Quem vem de cá
São ciganos que vem bailar
Pisa firme Cigano
Quero ver o seu dançar
Pois na roda de Cigano
Ninguém pode balançar
Pisa firme Cigano
Quero ver o seu dançar
Pois na roda de Cigano
Ninguém pode balançar

PONTO DE DEMANDA
Por todos os caminhos
Que pisaram os meus pés
Por todas as estradas
Que pisaram os meus pés
Sou Cigano Rodrigo
Guerreiro de todas armadas
Com a força do sol e o brilho do luar
Cigano é guerreiro, Cigano vai lutar
Povo Cigano faz sentir sua energia
Com sua magia e alegria de cantar
Com a força do sol e da lua
Eles sabem trabalhar
Povo Cigano sabe o segredo
Pra ninguém nos derrubar
 
PONTO DE CHAMADA
Cigano entra na roda
Pra salvar filhos de fé
Quem vem de lá
Quem vem de cá
São os Ciganos que vem trabalhar
De longe eu vim
Caminhei sete pedreiras
Passei por cachoeiras
Onde mora Aieiê
Lá na campina onde a lua está prateada
Sou Cigano na alvorada
Sou Cigano, eu sou mais eu
Cigano, tem a força da lua
De noite faz farra de dia ainda anda na rua
Andar, andar, andar,
Vendendo ilusões para algazu comprar
Porque Cigano tem a força da lua
Se você pediu, não devias prometer
Se você prometeu, você tem que pagar
Se você não pagar, jamais vai andar

PONTO DE SUBIDA
Se precisar de mim
É só mandar chamar
Os Ciganos vão embora
Mas logo irão voltar
     

História de Santa Sara Kali
Conta a lenda que Maria Madalena, Maria Jacobé, Maria Salomé, José de Arimatéia e Trofino, junto com Sara, uma cigana escrava, foram atirados ao mar, numa barca sem remos e sem provisões.
Desesperadas, as três Marias puseram-se a orar e a chorar. Aí então Sara retira o diklô (lenço) da cabeça, chama por Kristesko (Jesus Cristo) e promete que se todos se salvassem ela seria escrava de Jesus, e jamais andaria com a cabeça descoberta em sinal de respeito. Milagrosamente, a barca sem rumo e à mercê de todas as intempéries, atravessou o oceano e aportou com todos salvos em Petit-Rhône, hoje a tão querida Saintes-Maries-de-La-Mer. Sara cumpriu a promessa até o final dos seus dias.
Sua história e milagres a fez Padroeira Universal do Povo Cigano, sendo festejada todos os anos nos dias 24 e 25 de maio. Segundo Míriam Stanescon - Rorarni (princesa do clã Kalderash), deve ter nascido deste gesto de Sara Kali a tradição de toda mulher cigana casada usar um lenço que é a peça mais importante do seu vestuário: a prova disto é que quando se quer oferecer o mais belo presente a uma cigana se diz: Dalto chucar diklô (Te darei um bonito lenço).
Além de trazer saúde e prosperidade, Sara Kali é cultuada também pelas ciganas por ajudá-las diante da dificuldade de engravidar. Muitas que não conseguiam ter filhos faziam promessas a ela, no sentido de que, se concebessem, iriam à cripta da Santa, em Saintes-Maries-de-La-Mer no sul da França, fariam uma noite de vigília e depositariam em seus pés como oferenda um diklô, o mais bonito que encontrassem. E lá existem centenas de lenços, como prova que muitas ciganas receberam esta graça.
Para as mulheres ciganas, o milagre mais importante da vida é o da fertilidade porque não concebem suas vidas sem filhos. Quanto mais filhos a mulher cigana tiver, mais dotada de sorte ela é considerada pelo seu povo. A pior praga para uma cigana é desejar que ela não tenha filhos e a maior ofensa é chamá-la de DY CHUCÔ (ventre seco). Talvez seja este o motivo das mulheres ciganas terem desenvolvido a arte de simpatias e garrafadas milagrosas para fertilidade.











Ciganos
Os mistérios desse povo nômade, ronda também as Giras de Umbanda. A presença dessas entidades é rara, mas quando chegam trazem com eles todos os mistérios da magia.


Mas não uma magia trabalhada apenas nas ervas e sim na destreza com que lidam com o astral, com seus punhais, suas cartas, bola de cristal, adivinhações, são verdadeiramente os "mágicos" da Umbanda, que em seus atendimentos conseguem hipnotizar seu consulente.

São sutis, delicados, amorosos, práticos.
Gostam da dança embaladas pelos Banjos, da comida farta, gostam de reunir sua "Compania" em volta de suas fogueiras, ou seja, gostam da fartura e da liberdade.
Não criam raiz, vão onde está a fortuna.
Por não criar raízes, o povo cigano existe inclusive nos dias de hoje, em diversas partes do mundo. Na umbanda, se manifestam ciganos que são de origem oriental, como também ciganos de outras partes do mundo, inclusive brasileiros

São especialistas em resolver problemas financeiros e também amorosos.
Uma dica para que sempre haja fartura.: Pegue uma taça grande, e preencha ela com grãos de arroz, milho, sementes de gira sol, folhas de louro, moedas douradas.

Depois de enfeitado acenda uma vela amarela ao lado do copo, e batize o copo com o nome de um (a) cigano(a), e peça que haja sempre muita fartura e muita riqueza em sua vida. E sempre que tiver moedas douradas, complete o copo


Os Ciganos em Umbanda

São entidades que há pouco tempo ganharam força dentro do ritual de umbanda. Erroneamente no começo eram confundidos com entidades espirituais que vinham na linha dos Exus, tal confusão se dava pela apresentação de algumas ciganas se apresentarem como Cigana das Almas ou como Cigana do Cruzeiro ou coisa desse tipo.

Hoje o culto está mais difundido e se sabe e se conhece mais coisas sobre o povo cigano.

Não tem na Umbanda o seu alicerce espiritual; se apresentam também em rituais Kardecistas e em outros rituais do tipo mesa branca. Estão em Umbanda por uma necessidade lógica de trabalho e caridade. Encontraram em Umbanda o toque dos atabaques e passaram a se identificar com os toques e com os pontos a eles cantados.

Tal aproximação se deve ao fato da necessidade da adaptação ao culto que hoje mais se identificam e se apresentam. Povo muito rico de estórias e lendas, foram na maioria andarilhos que viveram nos séculos XIV, XV e XVI. Alguns presenciaram fatos históricos do tipo queda da bastilha na França antiga e destrono de reis famosos como Luís XV.

Vivem em grupos, e não tem destino nem caminho certo. São amantes das aventuras que tais situações podem trazer; erroneamente são confundidos com vagabundos e pessoas pouco dedicadas ao trabalho. Tem na sua origem o trabalho com a natureza, a subsistência através do que plantavam e o desapego as coisas materiais.

Dentro de Umbanda seus fundamentos são simples, não possuindo assentamentos ou ferramentas para centralização da força espiritual. São cultuados em geral com imagens bem simples, com taças de vinho, doces finos e cigarrilhas doces. Trabalham também com as energias do Oriente, com cristais, pedras energéticas e com os quatro sagrados elementos da natureza.

Tem em Santa Sarah de Kali as orientações necessárias para o bom andamento das missões espirituais. Não devemos confundir tal fato com Sincretismos, pois Santa Sarah é tida como orientadora espiritual e não como patrona ou imagem de algum sincretismo.

São comemorados no dia 24 de maio, dia de Santa Sarah.

Tem o Cigano Wladimir como um dos grandes chefes de tribo deste povo.

Sua saudação em Umbanda é ARRIBABÔ, ARRIBA!!!
http://2.bp.blogspot.com/_PvVAVDZoCwY/SarOyvnHynI/AAAAAAAACNE/ptZLmZ6FyBI/s400/CIGANA2.jpg

SANTA SARA KALI NA UMBANDA SAGRADA

Santa Sara Kali, a Santa Cigana, é uma representação da nossa Divina Mãe Egunitá, Orixá do Fogo Sagrado e Mãe dos Ciganos, e esta ligagação tem origem idéia do “fogo destruidor” da Divindade Kali, cultuada na Índia. Mas o Fogo de Egunitá não apenas destrói negatividades e desequilíbrios: ele corta o que não é benéfico, mas para renovar, diferencial importante na atuação do Orixá Egunitá.

Mãe Egunitá é a Divindade Cósmica assentada no pólo absorvedor do Trono da Justiça Divina.

Na Umbanda, Egunitá é cultuada como o Orixá Cósmico que consome os vícios e desequilíbrios e faz a purificação dos templos religiosos, do íntimo dos seres e das suas moradas. Ela atua para nos defender das magias negativas e das injustiças, mas sempre a partir de uma autopurificação, para então nos renovar. Isto é, primeiro Ela faz uma purificação em nós mesmos, para nos renovar: purificação de conceitos e idéias antigas aos quais nos apegamos e que nos prejudicam; purificação dos nossos vícios de comportamento etc.

Kali Yê, minha Mãe Egunitá!
Kali Yê, Santa Sara!

HISTÓRIA DE SANTA SARA KALI

Por volta dos anos 50 d.c, uma embarcação cruzou os mares a partir de terras Palestinas levando a bordo para fugir das perseguições de Roma aos primeiros cristãos, um grupo de personagens bíblicos:Maria Jacobina ou Jacobé, irmã de Maria, mãe de Jesus, Maria Salomé, mãe dos apóstolos Tiago e João, Maria Madalena, Marta, Lázaro, Maximinio e Sara, uma negra serva das mulheres santas.

Eles foram atirados ao mar, numa barca sem remos e sem provisões.

Desesperadas, as três Marias puseram-se a orar e a chorar. Aí então Sara retira o diklô (lenço) da cabeça, chama por Kristesko (Jesus Cristo) e promete que se todos se salvassem ela seria escrava de Jesus, e jamais andaria com a cabeça descoberta em sinal de respeito. Milagrosamente, a barca sem rumo e à mercê de todas as intempéries, atravessou o oceano e aportou com todos salvos em Petit-Rhône, hoje a tão querida Saintes-Maries-de-La-Mer. Sara cumpriu a promessa até o final dos seus dias.

Então nasceu a tradição de toda mulher cigana casada usar um lenço que é a peça mais importante do seu vestuário: a prova disto é que quando se quer oferecer o mais belo presente a uma cigana se diz: Dalto chucar diklô (Te darei um bonito lenço).


Kali, em sânscrito quer dizer negra, e foi acrescentado ao seu nome devido a cor bem morena de sua pele.

Sua história e milagres a fez Padroeira Universal do Povo Cigano, sendo festejada todos os anos nos dias 24 e 25 de maio. Ocorre procissão e festejos com banhos no mar.

A imagem de Santa Sara é vestida de azul, rosa, branco e dourado, adornada de flores, jóias e lenços coloridos e levada para as águas do mar. Após o banho de mar, a imagem, volta ao altar onde os que participaram da procissão possam pedir suas graças.

Muitos buscam nos olhos de Santa Sara a obtenção das graças, pois nos olhos de Santa Sara, tudo está contido: a força de Deus, a força da mãe, a força do amor da irmã e da mulher, a força das mãos, a energia, o sorriso, a magia do toque e a paz. E assim, todos que buscam graças no seu olhar, retornam sempre aos pés de Santa Sara para agradecer.

Embora seja uma santa da igreja católica canonizada em 1712, até hoje a própria Igreja omite o seu culto.

Além de trazer saúde e prosperidade, Sara Kali é cultuada também pelas ciganas por ajudá-las diante da dificuldade de engravidar. Muitas que não conseguiam ter filhos faziam promessas a ela, no sentido de que, se concebessem, iriam à cripta da Santa, em Saintes-Maries-de-La-Mer no sul da França, fariam uma noite de vigília e depositariam em seus pés como oferenda um diklô, o mais bonito que encontrassem. E lá existem centenas de lenços, como prova que muitas ciganas receberam esta graça.

Sempre ao meu lado ela está 
Com seus mistérios, sua luz. 
Santa Sara, Santa Sara, 
Minha vida tu conduz. 

Somos filhos do vento,
Das estrelas, do luar.
Tua voz, meus sentimentos.
Tua força em meu cantar.
Te pedimos pela figa,
Pelo brilho dos cristais.
Estrela de cinco pontas,
Meu caminho, sigo em paz.

Sempre ao meu lado ela está
Com seus mistérios, sua luz.
Santa Sara, Santa Sara,
Minha vida tu conduz.

Escureça como a noite
O olhar dos inimigos
A ti peço todo dia
Que abençoe minha tsara

Santa Sara, me acompanhe,
Ilumine o meu pensar,
E palavras de carinho
Quero a todos ofertar.

Santa Sara, Santa Sara,
Minha vida tu conduz.

E me afasta do orgulho,
Da vaidade, ambição.
Sei que herdarei o mundo,
Dando a ti meu coração.

Santa Sara, me acompanhe,
Ilumine meu pensar,
E palavras de carinho
Quero a todos ofertar.

Sempre ao meu lado ela está
com seus mistérios, sua luz.
Santa Sara, Santa Sara,
Minha vida tu conduz.

Santa Sara, Santa Sara,
Minha vida tu conduz.
http://3.bp.blogspot.com/_33jWaVOIFEA/S_Vr2ZqKuoI/AAAAAAAAAE4/x8LBrVfxtJs/s1600/ciganos-m.jpg
http://2.bp.blogspot.com/_PvVAVDZoCwY/SmhszYQ-rKI/AAAAAAAAD0o/NKNAdCPT6KI/s400/CIGANA+VERMELHA.jpg


CIGANAS
As Ciganas são muito queridas nas giras desta linha,e são entidades livres, que não costumam baixar em giras que não sejam específicas do seu Povo Cigano.
A Ciganas dançam de forma suave, sem muitas volta, sorriem sempre, mas não costumam gargalhar como as Pomba Giras.
Adoram conversar, ler mãos e jogar cartas…
Estão sempre dando palavras de conforto e de esperança, pois elas conhecem a vida como ninguém.
Os Ciganos trabalham com os quatro elementos da natureza: terra, água, ar e fogo.
Nem sempre esses elementos são usados de uma só vez, não precisam diretamente dos mesmos, podem plasmá-los perfeitamente usando o ectoplasma do médium.
Para um Cigano poder trabalhar em prol da caridade não é necessário um baralho, uma taça de vinho, ou qualquer outro elemento. Eles podem usar e usam elementos da natureza em alguns trabalhos, entretanto, quando estão incorporados nos médiuns, a energia de trabalho e o próprio corpo do médium limitam a visão e o campo de ação da entidade.
POMBA-GIRA, A GUARDIÃ:
Entidades que se manifestam nos cultos de matriz africana, as Pomba Giras são personagens bastante populares. Tanto as Pombas Giras quanto os Exus representam nossos bons companheiros, velhos “compadres e comadres” sempre prontos a nos ajudar. Também são conhecidas como vencedoras de demandas, das guerras, mulheres cheias de méritos que em seus pontos cantados sempre levam um tom sensual.
A Pomba Gira é a geradora do desejo, fundamental em nossas vidas, e pode ser ativada tanto para ajudar como para diminuir em determinada pessoa, de acordo com a necessidade que for demonstrada.
A morada das Pombas Giras está nas encruzilhadas em forma de T e cemitérios. Costumam trabalhar com a parte etérea das bebidas alcoólicas como aguardente, rum, whisky, licores e champanhe.
A Pomba Gira é uma entidade que está bem próxima a nós, encarnados; possuiu uma vida no passado que lhes permitem auxiliar nas áreas mais difíceis para as pessoas comuns: a vida emocional, o amor e a felicidade. Elas têm acesso às dimensões mais próximas do mundo da Natureza: os instintos, as aspirações e os desejos. O mais importante é compreendermos que são espíritos em busca de evolução, por isso, trabalham SEMPRE PRATICANDO O BEM, pois só assim poderão subir os degraus da ascenção espiritual.
Os grupos dos nossos amigos guardiões que mais se destacam nos terreiros, a falange do “Povo da Rua”, como carinhosamente são chamados esses espíritos amigos que sempre estão a postos para o caso de um pedido de ajuda, geralmente se divide em Exus e Pombas Giras das encruzilhadas, do cemitério e da natureza. É comum o uso de preto e vermelho para os exus e pombas-giras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário